TNB
Ballaio Soluções
Não existe carreira fácil; conheça 4 verdades duras do mercado de trabalho
Fiquei impressionada com a enxurrada de e-mails que recebi nesta semana por causa da minha participação em alguns programas de rádio com veiculação nacional.

Sem brincadeira, foram quase mil e-mails de desconhecidos me relatando problemas e dilemas em suas carreiras. Pois bem, penso que, se um profissional me escreve, ele realmente precisa de uma orientação. Por isso respondi a todos. Em pleno feriado, me comprometi e dei as respostas que tinha e que poderia dar.

Mas confesso que fiquei muito incomodada com o que li nos relatos e com a visão limitada de muitos profissionais brasileiros sobre o mercado de trabalho real.

Reconhecimento vem com resultados

Sim, estamos numa crise intensa no mercado de trabalho brasileiro. Muitas empresas estão demitindo e pagando salários horríveis para bons profissionais e, claro, exigindo que façam cada vez mais com menos.

Não sou a favor disso, por isso que sempre recomendo a cada profissional que tenha as rédeas de sua própria carreira, pois, numa situação como essa, não precisa se sujeitar a qualquer acordo para se manter nesse trabalhinho medíocre.

Por outro lado, o que quero abordar neste artigo é que vejo também muitos jovens profissionais, até com certa qualificação técnica, mas que nunca trabalharam na vida, exigindo ser reconhecidos, valorizados e recompensados pelo seu potencial (ainda imaginário) e não pelos seus resultados reais -- que não possuem porque estão no início de suas carreiras.

Eles querem ganhar muita grana e escolher somente atividades que gostam e que sejam prazerosas de fazer na empresa. Puxa vida, o que está acontecendo? Ou melhor: onde vamos parar, com tanta gente viajando sobre a realidade do mercado?

Minha teoria é que venderam para esses jovens uma ideia de que é possível alcançar excelentes resultados com pouco esforço. Ideia perigosa e falsa. E o pior é que eles acreditaram e compraram como verdades absolutas.

Acreditaram em fenômenos, não estão de olhos abertos para a realidade, e por isso se sentem insatisfeitos com suas carreiras, esperando algo que provavelmente jamais acontecerá.

De vez em quando, muita gente precisa de uma palavra amiga e de incentivo, para nos impulsionar quando estamos pensando em desistir. Isso é normal e saudável, mas acreditar em milagre corporativo já é demais.

Peço desculpas pelas minhas palavras duras neste artigo. Talvez hoje eu não escreva algo que goste de ler, mas às vezes meu papel é dizer mesmo o que precisa ouvir, com o único intuito de aprendermos, crescermos e avançarmos na vida. Não vendo facilidade, e sim realidade. Então, aqui vão algumas verdades sobre o mercado de trabalho.

1) Pare de acreditar em facilidades

O mundo não foi criado para que você, diferentemente de qualquer outro ser humano, tenha uma vida mais fácil. Nem todo mundo possui um talento espetacular e será descoberto logo no início da carreira. Isso acontece com poucos fenômenos, não com a maioria das pessoas. Devemos parar de achar que somos uma exceção e seguir as regras do jogo corporativo.

Pense bem: se seguir as regras que valem para todos os mortais, pode ser que um fenômeno aconteça em sua vida. Nesse caso estará preparado. Mas ficar aguardando um fenômeno pode ser muito arriscado para sua carreira. O tempo passa depressa demais para ficar esperando.

2) Vença o sistema primeiro e depois siga suas próprias regras

Para sair do sistema opressor de "empresa que manda versus funcionário que obedece", você deverá vencê-lo primeiro. Traduza seu potencial técnico e traga para a realidade. Colecione bons resultados. Somente assim poderá negociar seu passe no mercado.

3) Você terá que estudar

O estudo a que me refiro não é só o acadêmico. Sempre teremos que estudar alguma coisa. Jamais desista de qualificar-se. Você não perderá nada na vida por ter estudado. Por acaso já conheceu alguém que se arrependeu por ser inteligente?

Para aqueles que acham que somente a empresa deve investir nos seus estudos, repensem essa atitude. Se nem você tem coragem de investir em sua própria qualificação, por que sua empresa deveria investir?

4) Você não assumirá cargos elevados e de destaque logo no início da carreira

Esqueça! Isso não acontece no mundo dos negócios. Experiência profissional deve ser vivida, você não compra e não receberá de herança de ninguém. Quanto antes começar, mais cedo colherá os frutos.

Independentemente de sua qualificação técnica, de quantos cursos já realizou em sua vida, a parte comportamental não funciona da mesma forma e nem na mesma velocidade. Essa é a beleza do trabalho, pois todos temos que vivenciá-lo e estaremos em iguais condições!

Então o que está esperando? Arregace as mangas e enfrente logo a realidade do mundo corporativo.

Sim, todos merecemos o melhor dessa vida. Isso não significa que receberemos de mãos beijadas. A realidade é o que é, não o que você gostaria que ela fosse. Não existe almoço grátis, então faça a sua parte para obter do mundo o que tanto deseja.

Gostou do artigo? Então compartilhe!

POR DANIELA DO LAGO

Daniela do Lago é especialista em comportamento no trabalho, coach de carreira, mestre em administração e professora.

Publicado originalmente em: http://economia.uol.com.br/blogs-e-colunas/coluna/daniela-lago

 
Desenvolvido por DEC WebSites